sexta-feira, 29 de julho de 2011

Experimentando a Presença de Deus com Mulheres Moçambicanas


Experimentar o céu aqui na terra. Ver o reino de Deus brilhar diante de nossos olhos. Sentir o coração de Deus dentro de nossos corpos limitados e andar no Seu poder quando nos sentimos mais fracos! Isso é o que sinto que acabamos de experimentar aqui em Inhaminga, alguns momentos atrás!

Temos um novo Centro de Conferências cheio de mulheres de toda região central de Moçambique; mulheres que vieram de diferentes passados, mas em sua maioria de áreas rurais recônditas carregando uma imensa bagagem de sofrimento e dor. O que elas já passaram, nossas mentes mal podem compreender. Ontem a noite conversamos com sete delas que conseguiram revelar que foram abusadas sexualmente. Conforme contavam suas histórias meu coração era partido e eu queria correr e chorar. Mas como poderia? Foram elas as feridas e, ainda assim, permaneciam ali com ousadia contando-nos como haviam sido feridas e, com suas próprias palavras, liberando perdão àqueles que lhes haviam ferido, sendo liberadas em seus espíritos para também receberem perdão!

Essa manhã recebemos uma Palavra durante nossa oração da equipe que devíamos nos focalizar nas coisas do céu, que alegria é maior do que a pior tristeza e benção maior do que maldição. Por isso não devíamos tomar o longo caminho tentando lidar com a tristeza e a maldição e sim receber a alegria de Deus e Sua benção, porque o sofrimento e a maldição foram pregados na cruz e alegria e benção podem conquistar todo restante.

Ao entrarmos no hall as mulheres já estavam adorando. Unimo-nos a elas em adoração e num momento sentimos quase fisicamente os céus descerem e a presença de Deus ser manifesta em nosso meio. É algo impossível de se descrever em meras palavras, mas quando levantei meu rosto e vi 200 mulheres ajoelhadas diante do Pai, algumas falando em línguas, outras adorando em dialeto, algumas com rosto em terra, outras com braços levantados para o céu e faces brilhando, fui cheia de uma gratidão inexpressável pelo privilégio e honra de fazer parte de um tempo como esse.

Como pode uma transformação tão grande acontecer em tão pouco tempo? Desde o dia em que essas mulheres chegaram elas tem ido de um nível a outro em Deus. Na primeira manhã de adoração muitas haviam sido cheias do Espírito Santo pela primeira vez. Algumas no início haviam manifestado demônios, mas conforme os dias iam passando, víamos menos e menos dessas manifestações e mais e mais mulheres caminhando na liberdade do Espírito Santo!

Medo não tem lugar em nosso meio quando o céu encontra-se com a terra! Alegria, cura, plenitude, força… é assim que sentimos!

Um comentário:

António Jesus Batalha disse...

Ao passar pela net encontrei o seu blog, estive a ler algumas coisas e posso dizer que é um blog fantástico,
com muita arte, o que eu admiro a vossa abilidade, pode-se dizer a abilidade de uma artista.
Se desejar faça uma vista ao Peregrino E Servo e deixe o seu comentário.
Se seguir, saiba que irei retribuir seguindo também o seu blog.
Sou António Batalha.