quarta-feira, 18 de abril de 2007

Páscoa

Essa foi a primeira páscoa comemorada na Escola de Discipulado de Nacala. Nosso objetivo nesse tempo é passar para os alunos o significado desses dias, o que aconteceu no tempo e na história, nessa época do ano. É assim, um tempo de lembrar, meditar e receber novas revelações do que Jesus fez por nós na cruz!



Na sexta-feira a tarde Jeff e Nicky, de uma maneira muito criativa, trouxeram à vida o que aconteceu na última semana de Jesus antes da sua morte. Eles, Dora e eu nos vestimos com roupas típicas hebraicas e chegamos de surpresa na sala de aula, dizendo que éramos judeus voltando da celebração da Páscoa em Jerusalém, a caminho da nossa casa na Macedônia. Pedíamos hospedagem na casa daquela grande família (todos os alunos) e durante a refeição (pães ázimos e mel – porque não conseguimos encontrar um cabrito à venda a tempo, pois são muito caros aqui) explicamos o que vimos e ouvimos em Jerusalém nos dias passados (Jesus em Betânia, a entrada em Jerusalém etc). Jeff e Nicky contaram a história, eu traduzi e a Dora serviu a comida. A história era tão real, e os alunos estavam tão atentos que às vezes era difícil acreditar que já se passaram 2007 anos e estamos a dezenas de milhares de kilômetros de Jerusalém. Por instantes parecia que realmente acabáramos de chegar de Jerusalém e estivéramos com Jesus ali ontem.

À noite Jorge continuou a história falando sobre a crucificação. Ao meditarmos sobre isso, colocamos nosso nome numa cruz de madeira, lembrando-nos que estamos crucificados com Cristo. A Dora dançou com muita graça uma música sobre o tema da páscoa, Isaías 53 e depois passamos um tempo orando e agradecendo a Deus por tudo que Ele nos deu na cruz e declarando nossa fé no sacrifício completo de Cristo. Foi um tempo de orações espontâneas muito precioso!

No sábado os alunos foram evangelizar na vila e voltaram radiantes, pelos que aceitaram a Jesus e pela ousadia que lhes foi concedida enquanto falavam. A noite íamos passar o filme de Jesus na vila, mas quinze minutos depois do início começou a chover muito forte e como todo equipamento e as pessoas estavam ao ar livre, tivemos que parar. Havia muita gente! Muitas crianças... e creio que Deus plantou um desejo no meu coração naquela noite – algo que ainda não posso definir bem, mas uma resposta das orações por direção que temos feito. Os alunos voltaram para a escola ensopados, mas cantando o mais alto que podiam!



No domingo de manhã, nos reunimos e eu falei sobre a ressurreição de Cristo. Ah, que grande vitória temos e que garantia de que se as primícias foram aceitas (Jesus), a colheita também será (nós)! Ceiamos juntos, declarando a volta do nosso Cristo vitoriso!

Que Deus tenha tornado vívida para você também a história de seu Filho!
E, que grande alegria saber que não precisamos esperar até a próxima páscoa para lembrarmo-nos disso. Através da Ceia, nos lembramos do sacrifícil de Cristo sempre!

Um comentário:

João Bosco disse...

[b]Susana, parabéns pelo teu grande trab realizado aí na Africa. Fico feliz em saber que vc está dando continuidade o que foi implantado no início quando aí estive. Jessu bless you!!!! Abraços..